28/09/10

Num mundo em que a tecnologia impera...

Dou por mim no trabalho a observar as pessoas verdadeiramente espantadas a verem o movimento que se faz na cidade de Lisboa, como os carros que atravessam a ponte, os barcos e algum avião que passe. São pequenos "ah" de surpresa, de olhares incrédulos e depois deslumbrados...que me dão imenso gozo de poder assistir. É como se fosse magia a aparecer-lhes á frente, algo desconcertante e maravilhoso ao mesmo tempo.
Como é que se explica que um simples espelho com ajuda de duas lentes possa transmitir nada de novo que todas as pessoas que por ali entram nunca tivessem visto antes, mas que ao verem sob esta perspectiva lhes vai causar o tal espanto que no inicio falei...
Acho que é uma prova viva que diante olhar para uma máquina de alta tecnologia, nunca iria causar a mesma reação ás pessoas de quando elas olham para um barco reflectido num ecrã que naquele momento vai a passar...é na simplicidade que se encontra o encanto, sem dúvida.
Até à próxima

3 comentários:

Ana disse...

Cada vez me convenço mais que nas coisas mais simples é que reside a verdadeira beleza, e contra isso as novas tecnologias nada podem.
beijinhos

Paulo Vicente disse...

As pessoas estão habituadas a ver a tecnologia fazer coisas extraordinárias, por isso pensam em soluções tecnológicas e ficam surpreendidas quando vêem o que se poder fazer com mecanismos simples e imaginação.

E também há alguma falta de curiosidade, a tecnologia está a funcionar tão bem que não pensamos nela, esperamos que as coisas simplesmente funcionem, como caixas mágicas.

Mas não tem de ser assim, podemos procurar, pensar em como as coisas funcionam, há montes de coisas extraordinárias a acontecer à nossa volta...

Poetic GIRL disse...

Sou adepta das novas tecnologias,mas noutras coisas continuo demasiado tradicional, é mais puro! bjs