25/05/10

Ideias soltas parte II

Ao que poderá parecer, não estive a direccionar em ninguém em especifico a mensagem que escrevi em baixo, foi mesmo só um desabafo para nós portugueses, sermos mais soltos em relação ao que é nosso, cuidar, sim, termos orgulho...sim, vá, desde que não seja exagerado, mas principalmente sintam com o coração os locais que visitem e não com espírito de "deita abaixo", sejam simpáticos se quem os recebe também o é, não sejam desconfiados, nem se armem em importantes, parece mal...o que peço, isto é, o que desejo ver mais é atitudes de humildade suficiente para pedir ajuda a algum conhecimento que lhes escape, e por vergonha, não perguntam, é também gostar de ver mais o lado descontraído invés do lado formal...e continuo a sublinhar excepções e valham-nos essas...

4 comentários:

Miguel disse...

Eu contacto diariamente com o público e resta-me assinar por baixo do que dizes. Noto bastante, quando o português não sabe algo acaba por passar por algumas situações mais ou menos embaraçosas a que reagem quase sempre com algum desconforto e alguma falta de educação e sobranceria, porque, ao contrário da maior parte dos estrangeiros, não pergunta, não quer dar a entender a sua falta de conhecimento disto ou daquilo. Noto ainda, ao passar em certas ruas - mesmo na minha - onde por vezes apanho turistas a admirarem a rua, uma casa mais rústica, um jardim que para mim parece banal por fazer parte do meu dia a dia e, quando me tento pôr na posição deles, descubro como aqueles detalhes que sempre me passaram ao lado durante anos, afinal são bonitos e cheios de interesse. O português - uma maioria - tem tendência a negligenciar o que temos de bom e, uma repulsa bastante firme contra palavras como "desculpa", "não sei" ou "por favor".

Fatucha disse...

Exacto! há exemplos em que os de fora dão mais valor e tem humildade em admitir q n sabem, e perguntam...

Gonçalo disse...

Sou a favor de um blogue com mais textos para o público em geral do que textos com um ou dois destinatários, exisrindo contudo boas excepções :)

Mas nestes últimos textos estiveste bem em generalizar esta mensagem e obrigar à reflexão de algumas pessoas. Sim, algumas, porque outras ainda irão demorar muito a perceber a mensagem. Ainda bem que as compreendes :)

Beijinhos***;)

Rosa Carioca disse...

Quando é que a "maioria" vai perceber que, PERGUNTANDO, aprende-se sempre muito mais???
Além disso, sempre que somos Educados, obtemos muito mais informações que os outros (os "que têm um rei na barriga") nunca terão acesso. (Desculpa lá, mas isto dá-me cá um gozo.)