29/05/11

A Máquina

Amor Electro A Máquina
LINDA esta canção, diz tudo.
Rasguei o teu perdão, quis ser o que já fui, eu não vou mais fugir, a viagem começou.
Já nem vou mais chorar, gritar e revoltar, a máquina parou, deixou de tocar, hei-de pedir aos céus a mim a ti a Deus, que eu quero ser feliz!

2 comentários:

Daniel Silva (Lobinho) disse...

Gostei muito. Muito bonito, de afcto. Tudo bem? Um beijinho, Fatinha!

Moon lady disse...

e não existe nada melhor que sermos nós mesmas. e acima de tudo sermos nós mesmas. faz-me lembrar esta frase:

"Nada tenho a ver com não gostar de mim.
Me aceito impura, me gosto com pecados,
e há muito me perdoei."

Martha Medeiros

não tem muito a ver com o contexto do Post, mas fica a partilha à mesma. bjs cat