25/01/11

Os bebés não tem culpa, vedetas de tv e comunicação social

Nasce um bebé de uma vedeta de televisão, começa-se logo por gozar com os pais, com o nome que se dá à criança...que nome estranho este...é nome estrangeiro, deturpam tudo. É um bebé, não fala, não pensa, não age sobre si mesmo, depende de outros para viver, como se pode defender?! Ao crescer e saber deste gozo todo à volta do nome dele como reagirá? Até canção já inventaram numa rádio para gozarem com o nome da criança... é triste a meu ver.
Mas sabemos lá quem é a pessoa fora daquilo que a comunicação social vende? Só consumimos o que nos é transmitido, logo não podemos avaliar, fazer juízos de valor.
Para mim ,tenho uma teoria: os actores, cantores, e outras pessoas ligadas ao espectáculo que tenham o seu nome em destaque, são em primeiro lugar humanos e pessoas com tudo de igual a mim ou a quem esteja a ler isto, tem sentimentos, personalidade própria, medos, vontades, tudo...
É como ir ao facebook e vejo fotos de pessoas conhecidas, se nessas fotos que elas elegeram para o perfil encontrar a maioria delas fotos de festa, em que a pessoa está constantemente a sorrir, rodeada de amigos, copos na mão grande festa sempre...irei pensar, ah sim esta só quer festa, granda maluca, que personalidade superficial a dela! Lógico que não o deverei fazer, sem antes conhecer bem a pessoa, este exemplo aplica-se a todo o tipo de exemplo de fotos que posso encontrar num facebook. Logo, somos direccionados a pensar conforme a imagem é vendida de determinada vedeta de televisão...por isso, digo-vos uma coisa, se todos pensassem como eu, acreditem que as revistas cor - de - rosa iriam à falência e os paparazzi idem...

3 comentários:

Poetic GIRL disse...

Assino em baixo Fatinha, penso exactamente como tu. Sinceramente interessa-me lá que nome alguém dá aos bebés, ninguém tem nada com isso pelo amor de deus. Tanta coisa para ser falada, comentada, mudada, que importância tem um nome? beijocas

palavrasasolta disse...

Subscrevo também a vossa opinião. Posso até nem concordar com o nome, mas a verdade é que os pais não pediram opinião, certo?

Paulo Vicente disse...

A tua preocupação é bem intencionada mas acho que os pais da criança estavam mesmo à espera da reacção que houve.

Repara na explicação que deram para a escolha do nome, foi escolhido por o amor deles ter vencido as más línguas que "até hoje só apareceram na nossa sombra, graças à nossa luz e por sermos figuras públicas tão mediáticas", o "mundo cor de rosa" e o mediatismo acabaram por entrar na escolha.

Eles não são um casal qualquer a escolher um nome para filha, são artistas, a criar espectáculo, a anunciar o nome que escolheram e a procurar maneira de manter a imagem no imaginário das pessoas. Para eles não ser falado é que é mau, significa que não há oportunidades para fazer dinheiro.

Por isso não te preocupes com eles, vão arranjar maneira de transformar parte desta "onda" de gozo em entrevistas e oportunidades para vender.

No meio disto a criança é que está lixada, vai passar o resto da vida a tentar explicar às pessoas como se escreve o nome ("Não, não é Vitória, é Viiktórya... Sim, com dois i! E um k, e um y."), ou então, se calhar farta-se e muda-o assim que puder...