23/04/10

Hospitais...e afins

Estive hoje num hospital privado, devido a uma urgência para a minha mãe ( está tudo bem).
E, dirigi-me a um balcão de uma seguradora de saúde:

Eu- Boa tarde, gostaria de me informar de como poderei fazer para obter um cartão de saúde para a minha mãe.
Senhora - Que idade tem a mãe?
Eu - 70 anos.
Senhora - Com essa idade já não fazemos seguros de saúde.
Eu - Entendo. Nós acabamos de vir ( de um hospital publico) e infelizmente o tempo de espera lá era muito, e há outro conforto nos hospitais privados, estamos cansadas das urgências desse hospital.
Senhora - Realmente, ninguém gosta desse hospital ( e mostra uma cara de "cruz credo".)
Eu - ( os médicos são excelentes, de lamentar é a falta de condições de espaço físico e falta de recursos humanos para dar conta do recado a tanta gente) mas, foi só o meu pensamento, não o expressei por palavras.

Conclusão, estive 7 horas á espera nesse hospital privado, sentadas em sofás confortavéis, não vimos ninguém em macas, não sentimos o stress, o sofrimento e dor dos doentes, a triagem, os exames, a chamada ao gabinete é tudo no mesmo espaço...e afinal, só paguei como se fosse a uma consulta particular, 90 euros, mais o preço de umas analises, 3.70. Se compensa pelo tempo de espera? NÃO, de modo algum, se compensa por todo o conforto e bem estar que a minha mãe dispôs? SIM.
E sublinho: Sou a favor dos hospitais públicos, principalmente no que respeita ás consultas. Mas, urgências...não, obrigada, e acreditem que eu já perdi a conta das vezes que tenho ido a esse hospital em urgência, não para mim.
Agora...acho que é tempo de mudar...

Até á próxima

14 comentários:

Miguel disse...

Porque será que todos os bens como os serviços considerados essenciais são demasiado caros? É difícil - não tanto de compreender, mas principalmente de aceitar estas prioridades, o tratamento que recebemos quando mais precisamos. Felizmente que nesse caso em particular correu tudo bem. As melhoras para a tua mãe e um óptimo fim de semana.

Fatucha disse...

obrigada Miguel!concordo contg, o Estado deveria providenciar esse conforto nos públicos tb...

Gonçalo disse...

Mesmo assim acho que 90 euros são um exagero apenas pelo conforto, porque o tempo de espera parece-me ser o mesmo. Seroa necessária uma melhor distribuição pelos hospitais existentes, sejam públicos ou privados, com parcerias mais eficazes entre o privado e o Estado. Já se tem feito alguma coisa, mas pouco...

Beijinhos grandes ***;)

Fatucha disse...

Sim, foi o preço de uma consulta particular.
Eu,, dou valor a todo o pessoal q trb nos publicos, pq eles tem trb a triplicar e n é por aí q deixam de ser amavéis.
Mau mesmo são as condições como mencionei. Essas parcerias q venham!

Rosa Carioca disse...

O facto de se ter algum problema de saúde,já é terrível, e piora com o tempo que temos que esperar para que se resolva. E temos a famosa lista de cores! Para mim, a dor, o mal-estar, são incolores.
Espero que a mãe não precise voltar tão cedo ao hospital. Muita saúde.

Daniel Silva (Lobinho) disse...

Minha querida e boa amiga

Agradeço (mais uma vez) a tua amizade no que ao meu pai disse respeito em particular, mas neste teu post apenas duas coisas: fico muito feliz em saber que, apesar de tudo, a mãe continua bem, e espero que disfrutes da sua presença e amor o máximo de tempo possível, sendo que os factos que referes fazem indubitavelmente toda a diferença quando as pessoas já estão mal por natureza.

Tudo de bom...

Fatucha disse...

Rosa, é mesmo, falta qualquer coisa na organização dos hospitais...o quê, não sei, mais organização, como? tb n sei...
Daniel, não tens de quê! é para isso q os amigos são.
Obrigada pelas palavras! que bom saber q tás de volta.

CG disse...

Ainda bem que a tua mãe está bem.
Hospitais privados têm mais conforto, sem dúvida, mas a factura final é sempre um absurdo...
Big Kisses

Fatucha disse...

Pois é...seria bom, baixarem os preços e manterem a qualidade. bjs

izzie disse...

Eu fico contente com o "está tudo bem!"
E vivam os hospitais privados... ouço histórias todos os dias ao jantar ;)

Beijinho,

Olhos Dourados disse...

Bolas, parece que uma pessoa tem de ter dinheiro se quiser ter assistência na saúde como deve ser.

anf disse...

Ainda vem que está tudo bem,
foi caro mas é assim o sistema,
oh pá ontem quase tive a certeza que te vi na televisão, assim de passagem foi no noticiário mas não me pergunte onde se passava a noticia, sei que olhei de repente e vi uns olhos iguias aos teus,
beijo

anf disse...

já viste, pagaste 1/4 do salário minimo,
bjo

Fatucha disse...

anf, obrigada:)

A sério?? que engraçado, n faço ideia, talvez era, mas em q noticia?