14/05/09

Amor próprio


Se não o tiver, também não conseguirei dar a ninguém, nem ninguém sentirá amor por mim.
E o amor trás outras 'ramificações' que se estendem a outros sentimentos, como o respeito, a generosidade, os bons modos...e assim sucessivamente irei ter tudo isso como resposta dos outros para mim.
Mas tudo isto não é novidade para ninguém, certo? o pior é sentirme insegura, quando a arrogância do outro lado toca o seu nível máximo, e aí a boa vontade de agradar acaba por ser substituida por cinismo...algo que detesto ter de dar o meu lado de sorriso amarelo. Isto porque, tenho que saber lutar contra estas inseguranças, não dar o lado de fraca e ser sempre EU, não importa que modos venham do outro lado...não devo me sentir frustrada com isso...
Até á próxima

2 comentários:

Daniel Silva (Lobinho) disse...

boa reflexão, that's life... mas nao devia ser assim nao é? :(

CG disse...

Por vezes temos de dar mesmo o nosso lado amarelo... não temos mesmo escolha.
Mas tens o mais importante: amor próprio!
Big Kisses