07/02/10

Enraizar

Tenho a sensação de que vivo sempre ao sabor da maré. Está na hora de seguir a vontade para algo que me traga um chão para assentar, que me traga raízes para crescer em mim, quero com isso sentir experiência de vida. Terá de haver mudança de escolhas, terá de haver mudança no meu mundo de ilusão, quero calar a minha mente com fantasias mal fundadas, quero tornar a vida muito mais real do que ela tem sido. Quero crescer a firmeza dentro de mim, criar seguranças que me façam aprender e não sentir-me insegura com vontade de fugir.

Até á próxima

7 comentários:

Daniel Silva (Lobinho) disse...

Amiga

Não devemos confundir desencanto ou derrota passageira com demissão ou mudança radical de atitude. Seria uma falsa certeza. O que estou a dizer é que não deves empenhar nunca o sonho, por mais que o Tempo seja a solução, mas não o endurecimento do amor, da entrega ou da amizade. Saber ser pragmático sem ser autosuficiente e, como tal, receptivo sempre ao amor, é inteligência de vida. E tu tens essa inteligência do coração. É por isso que continuas a cair... e a levantar-te... até ao dia em que serás o que realmente queres :)

beijinhos amigos

Gonçalo disse...

Sinto que vives uma fase de transição, e acredito que reages da melhor forma e para o caminho certo: o caminho da mudança provocado pela sensação de mau-estar!

Se algo está mal existe sempre uma alternativa, a mudança, e é essa mudança que tens de seguir. Se não for a mudança mais correcta, não te preocupes, há outras mudanças possíveis até encontrares a estabilidade, e eu estarei contigo!

Um beijinho grande e feliz Domingo :)

Eli disse...

O sabor da maré pode levar-nos até terra firme. Temos que seguir o nosso leme, mas também mostrar-lhe qual o horizonte pretendido: se o de Terra firme, se o de mar inconstante...

Há muito mais por aqui.

:)

Rosa Carioca disse...

Sempre aprendemos com as mudanças e, se estivermos com a mente e o coração abertos, crescemos sempre mais. Nunca devemos apagar o que há de melhor em nós e nem deixar de Acreditar...

Natália Augusto disse...

Olá Fatucha,

Há momentos em que necessitamos de mudar, esse sentimento vem de dentro, mas as melhores mudanças não são as que fazemos, mas as que vêm ter connosco inesperadamente. É claro que é bom pensar em crescer, evoluir, ser capaz de controlar a nossa vida.
Ainda assim, a vida também é feita de sonhos e de ir ao sabor da maré. Faz bem ao nosso ser.
Pensa sempre positivo e o que queres e desejas muito acontecerá.

Beijinhos

Elisabete disse...

Hoje também estou assim, como que o que faço não valha nada, como se me limitasse a viver, quando a vida está toda ainda lá fora!
Há momentos em que realmente nada parece fazer sentido!

Beijinho

Paulo Vicente disse...

Boa sorte e coragem, se sentes a falta de algo não há alternativa senão fazer alguma coisa para o conseguir, mesmo que faças asneira ao principio (e se vais fazer algo de novo para ti, então vais fazer algumas de certeza).

Não posso garantir que vais conseguir e que tudo vai acabar bem, ninguém pode. O sucesso nunca é certo, às vezes as coisas resultam, outras vezes não, ou então têm um resultado completamente diferente do que planeámos mas igualmente bom.

Mas tens de tentar de qualquer maneira, simplesmente porque não há outra alternativa para chegar ao destino que queres ou para sair de uma situação menos boa.

Para ter algo vais precisar de juntar o desejo, o esforço e a sorte.

A sorte está fora do teu controlo só podes tratar dos outros dois e esperar que ela te ajude.

O desejo provavelmente já o tens, mas por si só não vai conseguir nada. Desejar não tem nenhum efeito no mundo à tua volta, o que fazes porque desejas algo sim.

Falta o esforço, grande ou pequeno, tentar influenciar os acontecimentos, falar, agir.