16/06/09

Estou de volta

Em primeiro desculpem por estar tido ausente durante mais de uma semana! Irei desde já partilhar algumas das coisas que fiz durante este tempo.
A começar, na semana passada estive a ver West Side Story no Politeama, a história é do mais simples que se pode imaginar, conflitos entre gangs e um amor rival entre eles que pode ou não acabar bem. Mas o que há para realçar são os cenários, gostei mesmo da recriação da ponte de Brooklin mais os carros em miniatura que a percorriam, mais os tons de cor usados...as coreografias mais as vozes eram no meu entender muito boas também.
No dia seguinte, tal como reza a tradição fui assistir ás marchas a desfilarem na avenida, e dia de Sto António, percorri as ruas de Alfama na procissão, que já há anos não o fazia, desta fui atenta ás casas as quais estão restauradas. Não querendo ferir susceptibilidades, há algo que julgo não ser de todo necessário, em redor da imagem de ferro de Sto António no largo da igreja com o mesmo nome, usarem recipientes fundos onde copiosamente são despejadas literalmente velas arder...visto de fora, deu-me a sensação de estarem a queimar o santo...porque o exagero é tanto que para mim toca mais a duas coisas do que fé propriamente dita, ignorância pura e dura e fanatismo. Tal como acontece em Fátima, colocam lá as velas arder na fogueira porque dizem que são promessas que fazem (?) mas...o que uma promessa que seja cumprida depois tem a ver com o facto de serem queimadas velas?! não façam isso ao Santo, que coitado em vez de estar feliz por ter concretizado as promessas estava era intoxicado!

Até á próxima

4 comentários:

Ana disse...

Olá,
concordo plenamente com o exagero da queima de velas. Vou todos os anos a Fátima porque, apesar de não ser crente, a minha familia é e não gosto d ferir susceptibilidades. E de há uns anos para cá que assistir a essa queima de vela, que agora se faz por lá, numa espécie de incenerador ou as velinhas a electricidade perderam todo o seu significado e são só mais um dos lucros da igreja. Quem é crente não precisa de ter uma luz a alumiar a visão de Deus quanto mais uma lareira.
Ps: Parabéns pelo blog.

Fatucha disse...

olá Ana! Benvinda, muito obrigada pelo comentário, e volta sempre:)
bjs

JD disse...

hehehehe...
Nem imaginas o que me ri com a "intoxicação do santo"! Muito bom o post! Beijinhos

Fatucha disse...

Obrigada JD!;)pois, o coitado do santo não deve gostar de tanto fumo..